Buscar

Associação de terapias mostra resultados encorajadores na leucemia mieloide aguda


A leucemia mieloide aguda (LMA) é uma malignidade da medula óssea de caráter bastante agressivo. Geralmente acometendo pessoas após os 60 anos, o tratamento evoluiu bastante nas últimas décadas, com a sobrevida em 5 anos subindo de 6% em 1975 para 30% nos dias atuais.


Entretanto, as formas mais graves da LMA, resistente e recaída, ainda mostram números ruins, com sobrevida de seis ou sete meses após o tratamento quimioterápico padrão.


A novidade é que pesquisadores da Universidade Johns Hopkins e da Universidade da Carolina do Norte anunciaram uma estratégia que quase dobra esses números.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

2 visualizações