Buscar

Campos elétricos aplicados a rins transplantados podem reduzir lesão de isquemia-reperfusão


O transplante renal é a única opção que pode manter um nível adequado de qualidade de vida nos pacientes em que a função renal está deteriorada ao ponto de indicar hemodiálise. Embora o transplante renal tenha beneficiado inúmeros pacientes no mundo, o resultado não é o esperado para alguns.


Além das complicações associadas à imunossupressão, outro importante fator de falha é a lesão renal por isquemia-reperfusão (LIP).


A novidade é que pesquisadores da Universidade do Sul da Flórida afirmam terem desenvolvido uma estratégia capaz de mitigar os danos por LIP, o que pode melhorar o panorama do transplante renal.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

1 visualização