Buscar

Combinação quimioterapia e imunoterapia melhora resultados do câncer de pâncreas


A forma mais comum do câncer de pâncreas é o adenocarcinoma ductal pancreático (PDAC). A doença é notoriamente agressiva e insidiosa, muitas vezes sendo diagnosticada apenas depois de estar avançada ou metastática.


Essas características resultam em números extremamente pobres em termos de sobrevida, com a taxa em cinco anos sendo de 10% e a maioria dos pacientes falecendo dentro de um ano.


A novidade é que um esquema combinado de quimioterapia e imunoterapia mostrou resultados bem melhores do que quando as medicações são utilizadas isoladamente.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

2 visualizações