Buscar

Como o estresse pode afetar o desempenho da imunidade


Um novo estudo de pesquisadores da Universidade de Melbourne em associação com colegas da Universidade Monash, ambas na Austrália, sugere que a atividade do sistema nervoso simpático (SNS) pode ter um efeito prejudicial sobre a resposta imune mediada por células em diversos tecidos do corpo. A atividade do SNS está ligada ao estresse agudo, com o estímulo simpático controlando reações orgânicas como frequência cardíaca e tônus vascular, de modo a preparar o corpo para reações do tipo luta ou fuga.


Experimentos em modelos murinos mostraram clara interferência do estímulo do SNS na função imune, o que, se confirmado em humanos, pode levar à revisão de diversas situações práticas da clínica diária.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

2 visualizações