Buscar

Descoberta alemã pode permitir o controle da inflamação prejudicial ao organismo


O processo inflamatório se desenvolveu como um instrumento de defesa do organismo contra diversas agressões como o trauma ou a infecção por vírus e bactérias.


Entretanto, estudos demonstram que o processo inflamatório pode se desenvolver além do devido em tempo ou intensidade para a combater a agressão.


Esse fenômeno pode ser vislumbrado em doenças como a doença de Alzheimer, em que a inflamação crônica de baixo grau do tecido cerebral contribui para a progressão da doença.


A novidade é que pesquisadores das universidades alemãs de Colônia e Bonn anunciaram ter identificado uma característica deste processo que talvez permita sua modulação terapêutica.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

2 visualizações