Buscar

Diversificação de agentes dá mais versatilidade à teranóstica no tratamento do câncer


Radioteranóstica é um termo que define a utilização conjunta de técnicas diagnósticas e terapêuticas com radionuclídeos e tem trazido inovação para o tratamento do câncer. Até o momento, a combinação de imagem e radionuclídeos terapêuticos é restrita ao uso de elementos com naturezas semelhantes, por exemplo, dois halogênios.


Entretanto, a possibilidade de utilizar conjuntamente elementos diversos, como um radiometal e um halogênio, aumentaria a versatilidade da abordagem e permitiria maior personalização no tratamento do câncer. Agora, pesquisadores da Universidade Kanazawa, no Japão, demonstraram a potencial viabilidade de utilização de sondas com elementos diversos em radioteranóstica.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

1 visualização