Buscar

Câncer de mama triplo negativo melhor tratado com inibição seletiva de macrófagos


Pesquisadores do Dana-Faber Cancer Institute publicaram artigo recente em Nature Cancer revelando uma descoberta que pode melhorar o tratamento de um dos cânceres de mama mais agressivos, o câncer de mama triplo negativo (TNBC) deficiente em BRCA1.


Normalmente, o câncer de mama associado ao BRCA é tratado com inibidores da poli ADP ribose polimerase (iPARP), que inibem o reparo do dano ao DNA e matam as células cancerígenas. Mais recentemente, estudos associando iPARP de imunoterapia com inibidores do ponto de verificação imune se mostrou ativa no objetivo de aumentar a ativação de células imunes para combater o tumor.


A perspectiva desta associação tem estimulado trabalhos no sentido de aumentar a eficácia dos iPARP. Por meio do estudo em modelos murinos de TNBC BRCA, os pesquisadores identificaram um ponto fraco dos iPARP. Felizmente, o fenômeno que resulta em imunossupressão foi abordado com sucesso com a adição de mais uma estratégia ao tratamento, aprimorando o grande potencial dos iPARP no tratamento desses tumores.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



3 visualizações
DOCMEDIA_ICONE_HIG_RES_WHITE.png

healthcare innovation

Atenção: Docmedia é um espaço informativo de divulgação e educação sobre temas relacionados à saúde, tecnologias e pesquisas científicas. Não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
© 2020 Pharmedia Informática Ltda