Buscar

Vitamina D pode proteger contra quadros graves de covid-19


Os resultados de um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Boston e da Universidade de Ciências Médicas de Teerã sugerem que melhorar os níveis  plasmáticos de vitamina D na população geral, e em particular em pacientes hospitalizados com a doença, pode ajudar a reduzir a gravidade do quadro clínico e diminuir mortes associadas.


No estudo publicado recentemente em PLOS ONE, foram avaliados 235 pacientes hospitalizados com covid-19. O status de vitamina D foi verificado por meio de dosagem sérica de 25-hidroxivitamina D (25(OH) D). Os pacientes foram acompanhados quanto ao desfecho clínico, incluindo gravidade do quadro, perda de consciência, dificuldade respiratória associada à hipóxia e morte. Por fim, foram realizadas a dosagem do marcador inflamatório proteína C reativa e a contagem de linfócitos circulantes.

.

Todos esses dados foram comparados entre os pacientes, que foram divididos em dois grupos; vitamina D suficiente (25 (OH) D igual ou maior que 30ng/mL) e hiposuficiência (25 (OH) D < 30ng/mL. Os resultados mostraram que pacientes acima de 40 anos com vitamina D suficiente tiveram 51,3% menos chance de morrer em comparação com os hipossuficientes (9,7% vs 20%). Além disso, níveis suficientes de vitamina D foram associados a menores níveis de proteína C reativa e maior contagem de linfócitos circulantes.


Segundo os autores após o ajuste dos dados para fatores de confusão, os resultados sugerem uma associação independente entre a suficiência de vitamina D no sangue e a redução do risco de resultados clínicos adversos de covid-19. Os autores sugerem que parte do efeito pode ser consequência de efeito imunomodulador da vitamina D,  como sugerido pela redução da proteína C reativa e o aumento dos linfócitos circulantes.


Com base nesses resultados, os pesquisadores admitem que são necessários mais estudos para saber qual seria a dosagem sérica ideal de vitamina D para maximizar o efeito no sistema imune,  mas afirmam haver suporte para recomendar que seja seguida a diretriz da Endocrine Society para que sejam atingidos níveis de 30ng/mL.


Fonte : PLOS ONE https://www.journals.plosone/article?id=10.1371/journal.pone.0239799


.


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



DOCMEDIA_ICONE_HIG_RES_WHITE.png

healthcare innovation

Atenção: Docmedia é um espaço informativo de divulgação e educação sobre temas relacionados à saúde, tecnologias e pesquisas científicas. Não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
© 2020 Pharmedia Informática Ltda