Buscar

Descrito mecanismo molecular ligado à persistência do câncer e metástase


Habitualmente, o organismo ativa mecanismos inflamatórios para combater ameaças imediatas. Tais ameaças podem se materializar em um vírus, uma bactéria, ou mesmo em células cancerígenas. Entretanto, as células cancerígenas possuem diversos mecanismos de evasão que são utilizados para escapar dessa resposta inflamatória de defesa.


Agora, pesquisadores do Memorial Sloan Kettering Cancer Center, em Nova York, publicaram artigo na Cancer Discovery descrevendo mais um desses mecanismos de evasão imune das células cancerígenas. Utilizando modelos murinos de câncer, foi possível descobrir que umas das chaves da evasão imune e metástase é uma proteína da superfície da célula cancerígena chamada ENPP1. Em vigência da ativação da imunidade inata via sinalização cGAS-STING, ENPP1 é capaz de degradar essa molécula de alerta e impedir que ela induza a resposta imune. A descoberta pode originar novas estratégias de combate ao câncer.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



12 visualizações
DOCMEDIA_ICONE_HIG_RES_WHITE.png

healthcare innovation

Atenção: Docmedia é um espaço informativo de divulgação e educação sobre temas relacionados à saúde, tecnologias e pesquisas científicas. Não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
© 2020 Pharmedia Informática Ltda