Buscar

Desenvolvida abordagem imunoterápica para tratamento da esclerose múltipla


Pesquisadores da Thomas Jefferson University afirmam que desenvolveram uma estratégia imunoterápica promissora para o tratamento da esclerose múltipla (EM). Na EM, o sistema imunológico ataca a bainha de mielina dos neurônios levando à disfunção e morte celular.


O tratamento atual para a doença envolve inibir a resposta imunológica contra a mielina. Entretanto, os fármacos utilizados provocam imunossupressão sistêmica, causando efeitos colaterais adversos e favorecendo a ocorrência de infecções e até câncer. Sendo assim, uma estratégia capaz de inibir seletivamente a resposta imune contra a mielina é extremamente desejável. Isso foi conseguido pelos pesquisadores estudando os oligodendrócitos produtores da mielina. Uma estrutura deles derivada foi capaz de servir como uma “vacina”, criando tolerância do sistema imune em relação à mielina.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



12 visualizações