Buscar

Diurético aumenta a longevidade em estudo por efeito mitocondrial


A maior parte das pesquisas em medicina do envelhecimento visa identificar mecanismos relacionados ao fenômeno assim como identificar drogas que possam reverter os mecanismos identificados. Como uma entidade complexa, o envelhecimento é um processo multifatorial.


Entre os fatores propostos como tendo influência sobre a deterioração de processos celulares e biológicos, podem ser citados danos ao DNA, genética, senescência programada e alterações mitocondriais. Especificamente, mitocôndrias danificadas ativam para o reparo uma resposta transcricional chamada resposta de proteína desdobrada mitocondrial (UPRmt). UPRmt promove a recuperação da fusão e fissão mitocondrial, além da replicação do DNA mitocondrial, mantendo a viabilidade celular.


Agora, estudo de pesquisadores da Universidade da Cidade de Osaka utilizou um modelo de pesquisa com vermes nematódeos para identificar um fármaco anti-hipertensivo (metolazona) capaz de ativar UPRmt e aumentar a longevidade dos vermes. Além disso, foi demonstrados efeito semelhante em células humanas.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



8 visualizações