Buscar

Eletroconvulsoterapia pode melhorar diversos sintomas na bipolaridade


Pesquisadores da Univeristà de Pisa, na Itália apresenteram recentemente no 33º congresso do European College of Neuropsychopharmacology (online) e publicaram parcialmente no The World Journal of Biological Psychiatry o maior trabalho sobre eletroconvulsoterapia (ECT) realizado em um único centro até o momento.


A pesquisa incluiu todos os pacientes maior de 18 anos com transtorno bipolar que foram internados no serviço ao longo de 13 anos (n=670). Todos os participantes preenchiam os critérios de transtorno bipolar da 5ª edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5), obtiveram pelo menos oito pontos na Escala de Avaliação de Depressão de Hamilton e haviam sido submetidos a no mínimo três sessões de ECT.


Na avaliação, a ECT provocou melhoras consistentes na absoluta maioria dos sintomas de bipolaridade. Quanto à remissão, o destaque foi a redução de 84,4% do suicídio, mas outros sintomas também tiveram remissão relevante, reforçando a ECT como um método efetivo no arsenal terapêutico contra a bipolaridade.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



DOCMEDIA_ICONE_HIG_RES_WHITE.png

healthcare innovation

Atenção: Docmedia é um espaço informativo de divulgação e educação sobre temas relacionados à saúde, tecnologias e pesquisas científicas. Não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
© 2020 Pharmedia Informática Ltda