Buscar

Estudo desenvolve terapia experimental promissora para AVC


Nos Estados Unidos, um acidente vascular cerebral (AVC) ocorre a cada 40 segundos e disso resulta uma morte a cada 4 minutos. Esses números tornam o AVC a maior causa de incapacidade grave de longo prazo, sendo que o AVC isquêmico responde por 87% dos casos.


A isquemia provoca complexas alterações neurovasculares, neuroinflamatórias e sinápticas que redundam em morte neuronal, sendo o combate a essas alterações o maior objetivo do tratamento.


Nesse contexto, a novidade é um estudo conduzido por pesquisadores do Centro de Excelência de Neurociência LSU Health New Orleans propondo uma nova estratégia de tratamento para esse tipo de lesão. Utilizando um modelo experimental em ratos, os pesquisadores comprovaram que uma combinação de medicamentos que inclui derivados do óleo de peixe ômega 3 pode se credenciar como futura opção de tratamento para o AVC isquêmico.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



13 visualizações