Buscar

Estudo indica hereditariedade na ruptura do ligamento cruzado anterior


A ruptura do ligamento cruzado anterior (RLCA) do joelho é uma das lesões mais comuns nessa região e particularmente conhecida a partir de lesões semelhantes em esportistas de destaque. Com relação a esse tipo de lesão, é tradicional a noção de que fatores externos desempenham papel central no tipo e gravidade do evento.


A novidade é um estudo de pesquisadores da Universidade de Lund, na Suécia, propondo o fator genético como o mais novo determinante na RLCA. Estudando mais de 80.000 pares de gêmeos, os pesquisadores tiveram uma ótima oportunidade para investigar o componente hereditário neste tipo de lesão. O trabalho encontrou um alto componente de hereditariedade na RLCA e os pesquisadores estão confiantes que suas descobertas possam ser usadas para prevenir lesões semelhantes em indivíduos de risco.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



14 visualizações