Buscar

Estudo sobre a relação de maior gravidade de feridas cutâneas em diabéticos


O diabetes mellitus (DM) prejudica o funcionamento do sistema imune e predispõe a infecções. Em especial, feridas cutâneas em diabéticos devem ser tratadas agressivamente devido ao maior potencial de invasão e por se tratarem de um grande fator de morbidade associado à doença.


Geralmente, as infecções cutâneas em pacientes diabéticos possuem etiologia polimicrobiana, mas o Staphylococcus aureus (SA) é o patógeno mais prevalente e associado às formas invasivas. Estudos anteriores evidenciaram que o sistema imune do diabético tem mais dificuldade de ativar a resposta contra infecções, mas ainda não está claro se a desregulação da glicose pode aumentar a virulência de determinados patógenos.


A partir de estudos em um modelo murino de DM, pesquisadores da Universidade de Pittsburgh demonstraram que um recente avanço evolutivo do SA aumenta sua virulência principalmente em ambientes com glicose em excesso, como ocorre no DM.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



DOCMEDIA_ICONE_HIG_RES_WHITE.png

healthcare innovation

Atenção: Docmedia é um espaço informativo de divulgação e educação sobre temas relacionados à saúde, tecnologias e pesquisas científicas. Não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
© 2020 Pharmedia Informática Ltda