Buscar

Litotripsia intravascular se prova eficaz em lesões coronarianas calcificadas


As lesões coronarianas calcificadas são um desafio para a cardiologia uma vez que a calcificação complica a intervenção coronariana percutânea. Esse tipo de lesão está se tornando mais comum com o envelhecimento da população e grande prevalência de diabetes, hipertensão. Além de complicarem a colocação do stent e aumentarem o risco de complicações (dissecção, perfuração e IAM), essas lesões levam à insuficiente expansão do stent, um fator isolado de pior prognóstico. Agora, pesquisadores apresentaram no encontro anual Transcatheter Cardiovascular Research Therapeutics (virtual) os resultados do estudo Disrupt CAD III, que avaliou a eficácia da litotripsia intravascular (LTIV) no tratamento dessas lesões. A LTIV foi comparada com outra técnica recentemente aprovada para o tratamento de lesões semelhantes e obteve resultados classificados como convincentes.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



3 visualizações