Buscar

Mais evidências favoráveis à psilocibina no tratamento da depressão maior


O tratamento clínico do transtorno depressivo maior (TDM) permanece um desafio clínico em função dos limitados resultados de adesão e eficácia dos métodos disponíveis. Nesse contexto, estudos anteriores em pacientes com TDM resistente, inclusive um grupo de pacientes com câncer terminal, mostraram evidências de que a psilocibina, princípio psicoativo presente em cogumelos (Psilocybe), possui atividade antidepressiva.


Agora, pesquisadores da Universidade Johns Hopkins conduziram um estudo randomizado controlado por lista de espera em um grupo de 27 pacientes com TDM recrutados entre agosto de 2017 e abril de 2019. Os participantes tiveram gravidade da TDM foi avaliada pela pontuação da Escala de Avaliação de Depressão GRID-Hamilton (GRID-HAMD) realizada antes e após a intervenção terapêutica com duas administrações de psilocibina e psicoterapia de apoio. Os desfechos secundários incluíram o Quick Inventory of Depressive Symptomatology-Self Rated (QIDS-SR). Ambas as escalas de avaliação registram resultados estatisticamente significativos para a psilocibina no tratamento de TDM.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



DOCMEDIA_ICONE_HIG_RES_WHITE.png

healthcare innovation

Atenção: Docmedia é um espaço informativo de divulgação e educação sobre temas relacionados à saúde, tecnologias e pesquisas científicas. Não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
© 2020 Pharmedia Informática Ltda