Buscar

MIT e Harvard na luta por vacina universal contra a gripe


As vacinas contra a gripe são feitas com vírus atenuados. Uma vez expostas ao vírus, as células B do sistema imune ligam-se à uma proteína da superfície viral chamada hemaglutinina (HA). A HA possui uma cabeça, em que os receptores das células B se ligam, e uma haste. Infelizmente, a cabeça da HA é uma das porções mais variáveis do vírus e isso implica na necessidade de seguidas imunizações para alcançar as novas cepas circulantes.


Curiosos com essa ineficiência do sistema imune em escolher alvos melhores no vírus da gripe, pesquisadores do Massachusetts Institute of Technology e da Universidade de Harvard se reuniram em um esforço de pesquisa para entender o fenômeno chamado imunodominância. Os resultados do estudo sugestões de estratégias de imunização mais eficientes contra a gripe e uma vacina baseada em nanopartículas e proteínas da haste da HA que já está em testes de Fase 1.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



DOCMEDIA_ICONE_HIG_RES_WHITE.png

healthcare innovation

Atenção: Docmedia é um espaço informativo de divulgação e educação sobre temas relacionados à saúde, tecnologias e pesquisas científicas. Não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
© 2020 Pharmedia Informática Ltda