Buscar

Nova droga conjugada anticâncer promete superar resistência e reduzir efeitos colaterais


A quimioterapia sempre mostrou eficácia notável como tratamento de diversos tipos de câncer. Infelizmente, o surgimento de resistência por parte do tumor reduz sensivelmente sua eficácia com o tempo.


A novidade é que pesquisadores do Instituto Coreano de Ciência e Tecnologia anunciaram o desenvolvimento de uma nova droga anticâncer que supera a resistência do tumor e que também possui um mecanismo que potencialmente reduz os efeitos colaterais.


Segundo a equipe, a nova droga é uma construção nanotecnológica onde uma molécula do quimioterápico doxorrubicina (citotóxico) é conjugada a uma molécula pró-apoptótica (SMAC) por meio de um peptídeo que reage com a catepsina B. Testada em modelo animal, seus componentes demonstraram efeito sinérgico e alta especificidade pelo tecido tumoral.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



DOCMEDIA_ICONE_HIG_RES_WHITE.png

healthcare innovation

Atenção: Docmedia é um espaço informativo de divulgação e educação sobre temas relacionados à saúde, tecnologias e pesquisas científicas. Não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
© 2020 Pharmedia Informática Ltda