Buscar

Nova estratégia anula resposta imune que compromete terapia gênica


A terapia gênica tem recebido cada vez mais atenção como candidata real ao tratamento de diversas doenças consideradas intratáveis, como algumas doenças genéticas. Nesse contexto, também ganharam importância os vetores virais adeno-associados (AAVs) como o vetor de entrega para esse tipo de terapia.


Contudo, um fato importante limita sua eficácia. Por serem os AAVs vírus naturais, de 30 a 50% dos indivíduos já possuem imunidade natural IgG contra AAV e não raro uma primeira injeção de terapia gênica igualmente induz resposta imune e inviabiliza terapias posteriores tendo o mesmo vetor de entrega.


A novidade é um trabalho publicado por pesquisadores do National Center for Scientific Research, do National Institute of Health and Medical Research, da Généthon e da Spark Therapeutics. No artigo, os pesquisadores narram o desenvolvimento de uma estratégia para anular a resposta imune preexistente aos AAVs.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



2 visualizações
DOCMEDIA_ICONE_HIG_RES_WHITE.png

healthcare innovation

Atenção: Docmedia é um espaço informativo de divulgação e educação sobre temas relacionados à saúde, tecnologias e pesquisas científicas. Não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
© 2020 Pharmedia Informática Ltda