Buscar

Novo estudo pode significar uma terapia causal para o glaucoma


O glaucoma de ângulo aberto é uma doença degenerativa que afeta cerca de 70 milhões de pessoas no mundo e causa cegueira irreversível. Na doença, ocorrem inflamação e fibrose, que acometem o sistema de drenagem de fluido ocular, aumento da pressão intraocular e lesão permanente em neurônios que formam o nervo óptico.


Infelizmente, as tentativas de tratar a doença possuem eficácia limitada até o momento. Além disso, tem focado na diminuição da formação do fluido intraocular, não no mecanismo molecular responsável pela doença.


A novidade é que isso pode mudar a partir do trabalho de pesquisadores da Universidade de Birmingham, no Reino Unido. Inspirados na ação anti-inflamatória do sulfato de dextrano, os pesquisadores decidiram experimentar uma nova formulação da substância com baixo peso molecular, o ILB, em modelos murinos da doença. A melhora da fibrose e o resultado clínico foram tão animadores que a equipe foca em desenvolver um formato tópico para a terapia.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



16 visualizações