Buscar

Prurido agudo do eczema é desencadeado por via neuroimune diferente


O prurido é uma sensação conservada evolutivamente com o objetivo de alertar sobre patógenos e outros estímulos nocivos sobre a pele. Entretanto, em algumas situações patológicas, como as doenças inflamatórias crônicas da pele, o prurido passa a ser crônico e debilitante.


Felizmente, a pesquisa continuada identificou a via neuroimune envolvida, onde o alérgeno induz a produção de imunoglobulina E (IgE), que, por sua vez, provoca a ativação de mastócitos na pele e a liberação de histamina. Desta forma, os anti-histamínicos passaram a fazer parte do arsenal terapêutico contra o prurido. Entretanto, doenças como o eczema apresentam um segundo tipo de prurido, que se mostra em crises agudas e de maior intensidade. Em escala de intensidade variando de 1 a 10, a média dos pacientes costuma classificar o prurido crônico como 5, mas as crises de prurido agudo não raramente são intensas a ponto de serem classificadas como 10.


Infelizmente, as medicações anti-histamínicas não funcionam contra o prurido agudo e as razões da ineficácia não são conhecidas. A novidade é que um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Washington (St. Louis) identificou uma nova via neuroimune, responsável exclusivamente pelo prurido agudo, o que pode finalmente resultar em drogas eficazes para a condição..


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play



5 visualizações