Buscar

Pacientes com lúpus tratados com anticorpo direcionado às células plasmáticas


Pesquisadores do Deutsches Rheuma-Forschungszentrum e da Charité-Universitätsmedizin Berlin se aproveitaram de uma medicação utilizada no tratamento do mieloma múltiplo para promover respostas clínicas consistentes em pacientes portadores de lúpus eritematoso sistêmico que não havia respondido satisfatoriamente ao tratamento imunossupressor tradicional. A nova opção de terapia é direcionada especificamente ao antígeno CD38, uma ectoenzima multifuncional expressa em células plasmáticas, que são reconhecidas como envolvidas na patogenia do lúpus eritematoso sistêmico.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.



Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play


Docmedia, Inovação em saúde

DOCMEDIA_ICONE_HIG_RES_WHITE.png

healthcare innovation

Atenção: Docmedia é um espaço informativo de divulgação e educação sobre temas relacionados à saúde, tecnologias e pesquisas científicas. Não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
© 2020 Pharmedia Informática Ltda