Buscar

Estratégia direcionada mostra bons resultados contra cárie da primeira infância


A cárie na primeira infância (CPI) é uma doença oral grave, resultando em cárie de difícil tratamento e que pode impactar a saúde oral e geral. Estudos mostram que a CPI se origina de uma interação simbiótica entre a bactéria cariogênica Streptococcus mutans e o fungo Candida albicans. A união desses patógenos resulta em um biofilme de difícil remoção e um ambiente de pH extremamente ácido que promove maior dano tecidual.


Os tratamentos utilizados para CPI incluem antibióticos sistêmicos direcionados a S. mutans. Visando uma terapia alternativa mais direcionada para CPI, pesquisadores da Universidade da Pensilvânia investigaram a estrutura do biofilme simbiótico e conseguiram desenvolver uma estratégia que mostrou bons resultados e nenhuma toxicidade em modelos experimentais, inclusive com células humanas. Quer saber mais?


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

2 visualizações