Buscar

Estudo avalia método não farmacológico para tratamento da hipertensão arterial


O controle da hipertensão arterial (HA) de leve a moderada pode ser conseguido com medidas não farmacológicas (cessação do tabagismo e perda de peso) ou com regimes farmacológicos mais cômodos (monoterapia). Contudo, cerca de 30% dos pacientes precisam de um regime com associação de várias drogas.


A situação é um problema clínico relevante, porque a politerapia pode não mostrar o efeito esperado sobre a pressão arterial (PA), ou resulta em baixa adesão. Sendo assim, a disponibilidade de outras medidas não farmacológicas para controle da PA é uma arma importante para alcançar os resultados de redução do risco cardiovascular. Nesse contexto, um ensaio clínico randomizado multicêntrico e controlado conduzido por pesquisadores da Universidade de Columbia acaba de sugerir a eficácia de uma dessas terapias não farmacológicas em pacientes com HA resistente à politerapia


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

17 visualizações