Buscar

Estudo brasileiro identifica antifúngico em bactérias de formiga


Pesquisadores da Universidade de São Paulo publicaram artigo recente na ACS Central Science, no qual anunciam a identificação de um poderoso antifúngico produzido por bactérias que vivem em associação com a formiga-cortadeira (tribo Attini).


Esse tipo de formiga brasileira pertence aos gêneros Atta (saúvas) ou Acromyrmex (quenquéns) e possui a peculiaridade de cultivar fungos para sua alimentação. A proteção dessas culturas de fungos é feita pelos metabólitos produzidos por duas espécies bacterianas encontradas nas patas das formigas e nas culturas.


Clinicamente, a attinimicina, o metabólito principal nas culturas, mostrou atividade antifúngica semelhante à de medicamentos antifúngicos derivados imidazólicos, o que a credencia como molécula candidata a medicamento.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

15 visualizações