Buscar

Estudo determina alterações cerebrais provocadas pelo consumo de café


Os consumidores de café tradicionalmente relacionam a bebida como um facilitador para se manterem alertas e concentrados. Muitos estudos já descreveram diversos efeitos conflitantes do consumo de café, ou cafeína, sobre diversos aspectos da saúde. Entretanto, ainda não se tem notícia de estudo avaliando as mudanças funcionais e de conectividade no cérebro em decorrência do consumo de café. Essa lacuna foi agora preenchida por pesquisadores da Universidade do Minho.


O estudo do grupo utilizou um método de imagem para comparar a conectividade no cérebro de pessoas que tomam café regularmente com a de pessoas sem esse hábito. A avaliação dos resultados mostrou que o consumo de café se relaciona com um padrão de conectividade cerebral que parece favorecer o estado de alerta, a concentração e o controle motor.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

30 visualizações