Buscar

Estudo em ratos revela alvo anteriormente negligenciado no câncer de pâncreas


O adenocarcinoma ductal pancreático (PDAC) tem uma taxa geral de sobrevida em 5 anos de 10%, com diversos fatores, como o estágio da doença, influenciando o resultado individual. De toda forma, o PDAC é muito agressivo e rapidamente consegue adaptar o metabolismo para se tornar resistente aos tratamentos. Por isso, novas e eficazes abordagens são urgentes para esses pacientes.


Nesse contexto, pesquisadores da Universidade de Columbia, do Comprehensive Cancer Center Herbert Irving, contando ainda com colaboradores da Universidade da Pensilvânia e da Universidade McGill, publicaram um novo estudo em que anunciam a descoberta de um novo alvo terapêutico no PDAC com fortes justificativas para ser avançado rapidamente para ensaios clínicos em humanos.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

2 visualizações