Buscar

Estudo encontra baixa expressão de proteína inflamatória em homens com autismo


Evidências consistentes vinculam o transtorno do espectro autista (TEA) à ocorrência de inflamação do tecido cerebral (neuroinflamação).


Um dos sinais de neuroinflamação disponíveis é a verificação de níveis elevados da chamada proteína translocadora (TSPO), que pode ser feita por tomografia por emissão de pósitrons (PET) e ressonância magnética.


Por este motivo, pesquisadores do Massachusetts General Hospital decidiram fazer essa verificação em um grupo de pessoas, sendo parte composta por portadores de TEA com variados graus funcionais e parte composta por indivíduos saudáveis.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

2 visualizações