Buscar

Estudo identifica abordagem potencial para prevenir convulsões epiléticas


Afetando estimadas 70 milhões de pessoas no mundo, a epilepsia é uma doença neurológica caracterizada pela ocorrência espontânea e recorrente de atividade elétrica cerebral disfuncional.


A consequência é uma miríade de apresentações clínicas que ocorre desde a crise tônico-clônica até a ausência.


Para tentar prevenir tais sintomas, esses pacientes estão obrigados ao uso permanente de medicações, havendo ainda casos com resposta pobre.


A novidade é que pesquisadores do Trinity College Dublin anunciaram a identificação de uma estratégia que pode potencialmente prevenir a crise epilética.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

2 visualizações