Buscar

Estudo identifica alvo terapêutico para doença de Crohn no microbioma


Muitas vezes o tratamento da doença de Crohn requer o uso de antibióticos. Se por um lado essa estratégia elimina bactérias prejudiciais, por outro pode eliminar também bactérias tidas como benéficas à saúde. Mais recentemente, estudos reforçam uma relação entre o microbioma intestinal e doenças do aparelho digestivo, entre elas a doença de Crohn.


Agora, um grupo de pesquisadores da Weill Cornell Medicine e New York-Presbyterian afirmam terem identificado uma espécie bacteriana diretamente relacionada com a inflamação intestinal observada na doença de Crohn por meio de um mecanismo passível de intervenção.


Foi demonstrado que a bactéria Escherichia coli invasiva aderente (ECIA) é superabundante no intestino de pacientes com a doença de Crohn e sua biologia alimentar gera um metabólito que induz células imunes a provocar inflamação tecidual. Com base nisso, surgiu a possibilidade de intervenções que direcionem esse mecanismo de ECIA visando suprimir a inflamação.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

13 visualizações