Buscar

Estudo identifica molécula capaz de inibir o câncer de próstata por via não hormonal


O principal tratamento clínico dos pacientes com adenocarcinoma prostático (ACP) é a terapia de bloqueio androgênico com efeitos similares à castração.


Infelizmente, mesmo nos pacientes em que a resposta é inicialmente eficaz, uma percentagem considerável desenvolve resistência após 2 anos.


Sendo assim, é uma necessidade médica não atendida o desenvolvimento de novas opções para pacientes com tumores resistentes.


A novidade é que um grupo de pesquisadores da Universidade de Washington afirmam terem identificado uma molécula não hormonal que promete ser uma nova opção terapêutica para esse grupo de pacientes.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

2 visualizações