Buscar

Estudo identifica proteína promotora de evasão imune no câncer


O termo imunoterapia engloba uma série de técnicas que visa estimular o sistema imunológico para que passe a combater uma doença. Embora a imunoterapia atual tenha ganhado os holofotes na década de 1990 com a descoberta da proteína CTLA-4 e atingido o reconhecimento com a concessão do prêmio Nobel de Medicina em 2018, esse tipo de terapia tem seus primórdios no século XXVIII, quando Edward Jenner desenvolveu a vacina contra varíola.


Atualmente, existem diversas modalidades de imunoterapia, cada uma fundamentada em um mecanismo diferente para direcionar o sistema imune. Nesse contexto, um novo estudo de pesquisadores do Instituto Francis Crick afirma ter identificado um novo alvo para a imunoterapia do câncer.


Estudando a ativação das células T CD8, o grupo identificou uma proteína capaz de interromper a apresentação de antígenos tumorais a essas células, levando à evasão imune. A descoberta foi ratificada por dados de pacientes e melhorou a resposta ao tratamento em modelos murinos de câncer.




Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

10 visualizações