Buscar

Estudo investiga a oncogênese inicial do adenocarcinoma pancreático


Pesquisadores do Instituto Sloan Kettering estão investigando os estágios iniciais da oncogênese dos adenocarcinomas pancreáticos (AP). Segundo eles, o fato de o AP ser silencioso e muitas vezes diagnosticado em estágios avançados é um importante complicador.


Em função disso, os pesquisadores acreditam que desvendar a oncogênese inicial desses tumores criará oportunidades para intervir antes que a doença se torne avançada. O artigo da equipe conta que foram utilizadas avançadas técnicas de genômica e modelos murinos de AP na pesquisa.


A estratégia permitiu identificar dois fatores críticos para a transformação maligna inicial do AP; mutação no oncogene kras e dano ao tecido pancreático, ativando programas de reparo. Em conjunto, esses fatores levam a uma programação epigenética pró-oncogênica que pode originar a formação dos APs.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

11 visualizações