Buscar

Estudo relaciona consumo de cannabis e malformação na prole


Com recentes mudanças legislativas em diversos países, o consumo de cannabis, seja medicinal ou recreativo, tem crescido. Mesmo nos países mais restritivos, a cannabis é a droga ilícita mais consumida entre as mulheres grávidas. Contudo, pouco é conhecido sobre os efeitos da cannabis e seus diferentes componentes sobre o desenvolvimento embrionário.


Nesse contexto, a novidade é um estudo de pesquisadores da Escola de Medicina Icahn no Monte Sinai afirmando que o Δ9-tetrahidrocanabinol (THC), o componente psicoativo da cannabis, é um teratógeno condicional.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

10 visualizações