Buscar

Estudo sugere direcionar classe de drogas experimentais para o tratamento da dor


Um estudo de pesquisadores do Medical College of Wisconsin sugere que uma classe de drogas experimentais voltada para o tratamento de depressão e doenças renais pode ser direcionada para o tratamento da dor crônica. A vantagem disso, segundo o grupo, seria aproveitar os estudos já em andamento e acelerar a introdução de uma nova classe de analgésicos não opioides.


No estudo, experimentos em diversos modelos murinos de dor crônica foram utilizados para investigar a influência de uma proteína relacionada a canais iônicos no processo álgico. A inibição genética ou farmacológica dessa proteína foi eficiente no tratamento da dor quando esta era relacionada à elevação de dos níveis de um marcador lipídico restritamente nos sítios de lesão.


Com os dados conseguidos, o grupo acredita ter identificado uma promissora opção alternativa ao uso de opioides para a dor crônica presente em uma série de condições relevantes.




Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

3 visualizações