Buscar

Estudo sugere que microbioma pode sinalizar a existência do câncer de pâncreas


O câncer de pâncreas é a décima segunda malignidade mais comum no mundo. Entretanto, o fato de ser insidioso, agressivo e diagnosticado tardiamente, faz com que responda por um número desproporcionalmente maior de mortes.


O adenocarcinoma ductal pancreático (PADC) é a forma mais comum da doença, respondendo por 90% dos casos e com sobrevida em 5 anos de apenas 5%. Por todos esses motivos, a doença necessita urgentemente de formas mais eficazes e não invasivas para seu diagnóstico.


A novidade é que uma colaboração de pesquisadores espanhóis e alemães liderada pelo Laboratório Europeu de Biologia Molecular afirma que o microbioma intestinal pode alertar precocemente para a presença do câncer de pâncreas.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

6 visualizações