Buscar

Estudo sugere que prebiótico pode ser opção de tratamento para refluxo


Um estudo com prebiótico promete uma mudança de paradigma no tratamento da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), podendo ser uma opção aos inibidores da bomba de prótons (IBPs). Os IBPs são base do tratamento da DRGE, mas convivem com 40% de pacientes sintomáticos, apesar da medicação e preocupações com seu uso no longo prazo.


O maltosil-isomalto-oligossacarídeos (ISOT-101) é um carboidrato prebiótico não digerível e não absorvível produzido por fermentação bacteriana de sacarose e maltose. O composto foi desenvolvido pela empresa ISOThrive Inc, ligada à Universidade de Stanford, e teve os primeiros resultados de um estudo em curso divulgados na Digestive Disease Week 2021.



Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

18 visualizações