Buscar

Estudo sugere ser possível regenerar o ouvido interno


Algum grau de perda auditiva (PA) acomete cerca de 60% das pessoas acima dos 60 anos. Fatores envolvidos na geração da PA incluem o envelhecimento, alterações genéticas, estressores e fármacos ototóxicos, que se somam à inexistência de capacidade regenerativa em tecidos mamíferos adultos especializados.


A novidade é um estudo de pesquisadores da Universidade da Carolina do Sul sugerindo que pode ser possível regenerar o ouvido interno comprometido. O estudo em roedores trouxe evidências de um mecanismo que, se replicado em humanos, pode direcionar novas estratégias contra a PA.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

9 visualizações