Buscar

Glicólise tumoral e imunoterapia


Ainda que a imunoterapia do câncer seja o maior avanço terapêutico recente, apenas uma pequena porcentagem dos pacientes responde satisfatoriamente a esse tipo de terapia. Sendo assim, é importante descobrir formas de aumentar os efeitos da imunoterapia para mais pacientes. Nesse contexto, um grupo de pesquisadores do Memorial Sloan Kettering Cancer Center afirma que a imunoterapia pode ser beneficiada quando o metabolismo glicídico dos tumores é direcionado.


Os pesquisadores formularam sua hipótese cientes de que a glicose é a principal forma de energia utilizada pela maioria das células, aí incluídas células de defesa imune e cancerígenas. Sendo assim, poderia haver competição por glicose entre câncer e sistema imune e isso poderia influenciar o desenvolvimento de ambos.


Utilizando modelos animais e experimentos in vitro, os pesquisadores concluíram que a inibição da glicólise tumoral pode melhorar os efeitos da imunoterapia em tumores muito glicolíticos e o desenvolvimento de drogas para este fim é uma necessidade.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

18 visualizações