Buscar

Identificada subpopulação de células mesenquimais crítica para a cicatrização óssea


As células-tronco mesenquimais (MSC) da medula óssea possuem capacidade de se diferenciarem de diferentes tipos celulares, como progenitores osteogênicos, condrogênicos e adipogênicos, e por isso são consideradas de especial interesse para a medicina regenerativa.


Recentemente, foi demonstrado ser possível marcar e acompanhar a migração de um grupo de MSCs e de células endoteliais sinusoidais da medula óssea em ratos portadores de um receptor bem caracterizado de MSCs, o CD73.


A novidade é que pesquisadores da Universidade de Tsukuba anunciaram a identificação de uma subpopulação de MSCs crítica para a cicatrização de fraturas ósseas.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

1 visualização