Buscar

Identificado importante mecanismo de resistência no melanoma


Pesquisadores da Universidade Queen Mary, na Inglaterra, publicaram um interessante artigo na Cancer Cell no qual afirmam terem identificado um mecanismo de resistência do melanoma a diversos tratamentos. Utilizando estudos em células de melanoma derivadas de pacientes e um modelo de ratos com a doença, os pesquisadores identificaram um mecanismo de alteração do citoesqueleto celular como o responsável pela resistência. A mesma alteração do citoesqueleto é responsável pelo surgimento de resistência ao tratamento com imunoterapia, assim como com medicamentos dirigidos a genes mutados (MAPK, BRAF e NRAS).


Foi verificado por experimentos que na vigência das terapias as células cancerígenas aumentam a atividade de duas proteínas citoesqueléticas; ROCK e miosina II. Essas duas proteínas foram consideradas essenciais para a sobrevivência das células cancerígenas e a resistência a esses tratamentos.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

9 visualizações