Buscar

Identificado primeiro composto capaz de recuperar neurônios na ELA


A esclerose lateral amiotrófica (ELA), também conhecida como doença de Lou Gherig, é uma doença neurodegenerativa crônica em que a morte dos neurônios motores leva a quadros progressivos de fraqueza e fragilidade muscular. Até o momento, não existem medicamentos eficazes aprovados para interromper ou retardar o curso da doença, com os disponíveis causando apenas uma suave atenuação dos sintomas.


A novidade é que um grupo de pesquisadores da Universidade Northwestern publicou recentemente um artigo no qual afirmam terem identificado o primeiro composto conhecido capaz de modificar o status de saúde dos neurônios motores superiores e, com isso, interromper o curso da doença. O NU-9 é um composto capaz de reduzir a deposição e agregação de proteínas anormais no neurônio, um mecanismo entendido como importante na ELA.


Uma vez testado em modelo murino da doença, o NU-9 foi capaz de recuperar a higidez de neurônios motores já afetados pela doença, ao que tudo indica tornando saudáveis algumas de suas organelas celulares. Segundo a equipe, seus resultados oferecem esperança de tratamento futuro para ELA e outras doenças do neurônio motor.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

100 visualizações