Buscar

Interação com fibroblastos impulsiona progressão de tumor gastrointestinal


O tumor estromal gastrointestinal (GIST) é um sarcoma de partes moles que tem origem num grupo de células da parede intestinal chamadas células de Cajal. As células de Cajal fazem parte do sistema nervoso autônomo e são responsáveis pela peristalse, o que faz com que os tumores GIST sejam raros, respondendo por cerca de 1% dos tumores do trato gastrointestinal.


As drogas e outras terapias direcionadas aos GISTs são apenas moderadamente eficazes e há grande taxa de resistência medicamentosa secundária. As terapias disponíveis para tumores GIST visam matar diretamente as células cancerígenas.


A novidade é que pesquisadores da Universidade da Califórnia investigaram o microambiente tumoral em busca de novos alvos de terapia e identificaram células não cancerígenas que são críticas para a progressão do tumor e podem servir como interessantes alvos para novas terapias.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

5 visualizações