Buscar

Manipular o pH celular pode se tornar abordagem no câncer de pâncreas


O adenocarcinoma pancreático (ADCP) é um grande desafio terapêutico, uma vez que os portadores recém-diagnosticados possuem taxas de sobrevivência tão baixas quanto 10% em 5 anos. A novidade é um estudo que pesquisadores do Sanford Burnham Prebys Cancer Center (EUA) publicaram em Cancer Discovery no qual é proposta a modulação do pH intracelular das células cancerígenas como estratégia de combate à doença. Basicamente, leva em consideração o metabolismo exacerbado das células cancerígenas. Para manter tal condição metabólica, são ativadas vias alternativas de produção de energia que habitualmente ficam inativas em células normais.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

0 visualização