Buscar

Nova técnica pretende utilizar enzimas virais para o tratamento da acne


A acne vulgar, inflamação da pele causada pela bactéria Cutibacterium acnes acomete a grande maioria dos adolescentes e um número cada vez maior de adultos.


Uma grande preocupação em relação aos tratamentos tradicionais é que eles são apoiados no binômio antibióticos e agentes para secar a pele.


Além de provocar reações inflamatórias na pele, essa conjugação pode levar à produção de resistência bacteriana aos antibióticos.


Em função desta preocupação, existe uma busca por novas técnicas de tratamento sem esses complicadores.


Nesse contexto, a grande novidade vem do Instituto de Pesquisa em Biociências e Biotecnologia (IBBR) ligado à Universidade de Maryland.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

3 visualizações