Buscar

Nova tecnologia permite a marcha apenas dez dias após secção medular completa


A Organização Mundial da Saúde estima que entre 250.000 a 500.000 pessoas anualmente no mundo sofrem uma lesão medular gravemente incapacitante, sendo a maioria causada por acidentes de trânsito, quedas e violência.


A lesão medular incapacitante reduz de forma considerável a independência funcional do indivíduo afetado, a ponto de aumentar em 400% a mortalidade dessas pessoas em comparação com outras sem esse tipo de lesão.


Infelizmente, a despeito de diversas linhas de pesquisa, os tratamentos atualmente disponíveis para esse tipo de lesão implicam necessariamente uma recuperação incerta, lenta e penosa.


A novidade é que pesquisadores ligados à Universidade de Lausanne (NeuroRestore) desenvolveram um método alternativo e aparentemente eficaz para acelerar todo o processo, o que pode trazer muitos benefícios para esses pacientes.


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

2 visualizações