Buscar

Nova terapia celular promete tratar as principais causas de demência


As duas principais causas de demência, doença de Alzheimer (DA) e acidentes vasculares cerebrais da substância branca (AVCSB), compartilham um panorama de lesão cerebral semelhante. Em ambas, é possível identificar na área lesada perda de células da glia chamadas astrócitos, perda de oligodendrócitos, lesões em axônios e perda do revestimento de mielina.


Estudos também mostram que DA e AVCSB são vistas juntas e, quando isso ocorre, ambos os processos são acelerados. A novidade é um estudo de pesquisadores da Universidade da Califórnia (Los Angeles) anunciando uma nova terapia celular capaz de combater as duas entidades.


No estudo, a equipe recorreu a modelos murinos de lesão na substância branca para testar uma variedade celular diferente, capaz de se diferenciar em astrócitos maduros. Clinicamente, houve melhora motora e cognitiva em grau superior ao visto com terapias utilizando outras variedades celulares.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

30 visualizações