Buscar

Novo estudo se aproxima de forma promissora da insulina oral


A primeira sugestão da existência da insulina foi dada por Paul Langerhans, em 1869, ao identificar as ilhotas pancreáticas. A insulina pura só foi extraída e levada ao mercado na década de 1920. Infelizmente, o tratamento essencial a milhões de diabéticos depende de injeções subcutâneas repetidas várias vezes ao dia, um fardo para muitos pacientes. A produção de uma formulação de insulina administrada por via oral esbarra em duas barreiras: degradação enzimática no tubo digestivo e baixa absorção no intestino delgado.


Agora, um grupo de pesquisadores da Universidade de Kumamoto anunciou os resultados de um estudo que pode ter estabelecido as bases para a produção de um composto de insulina absorvível no intestino delgado, livrando milhões e milhões de pacientes diabéticos das injeções repetidas ao oferecer uma formulação farmacêutica muito mais amigável.


Quer saber mais?


Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

4 visualizações