Buscar

O Dentista é essencial na identificação de violência doméstica


Em média, três mulheres sofrem algum tipo de violência doméstica por minuto no Brasil. Em números absolutos 1,6 milhão de brasileiras são agredidas por ano. Estudos desenvolvidos pela University of Arizona College of Medicine e pela Midwestern University relatam a relevância dos cirurgiões-dentistas no papel importante na identificação dessas vítimas de violência.


A pesquisa publicada no Journal of Aggression, Maltreatment and Trauma, relata que até 75% dos traumas na cabeça e pescoço, estão associados a violência doméstica, bem como as lesões orais. Os pesquisadores concluíram que os dentistas estão na primeira linha de defesa para a identificação de agressões relatando casos potenciais de violência doméstica.


A violência doméstica não é exclusividade brasileira. O secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas), António Guterres, destaca que a violência doméstica é uma "pandemia mundial" e que esse tópico era motivo de vergonha para a maior parte das sociedades mundiais.


Os biomarcadores orais que podem ajudar os dentistas a identificar vítimas de violência doméstica incluem rasgos, fraturas, ruptura, lascas nos dentes e na boca que são inconsistentes com a história pessoal do paciente e, portanto, elevam o índice de suspeita.

Sinais óbvios de violência que indicam lesão cerebral incluem fraturas na mandíbula ou no dente, trauma nos nervos da boca, bem como danos no osso nasal. A descoloração dentária, as raízes com mobilidades e a necrose pulpar, também podem ser sinais de um trauma dentário prévio que justifica uma investigação mais aprofundada.


Portanto, mais do que campanhas e incentivos contra a violência às mulheres, nós profissionais odontólogos precisamos e devemos estar atentos aos sinais e sintomas que esta covardia representa na vida das mulheres que as sofrem para denunciarmos de forma profissional e precisa.


Curadoria: Prof. Tiago Nogueira, Especialista e Mestre em implantodontia


Quer saber mais?


Baixe o app e acesse o material completo com link do artigo, além de canais de notícias, eventos e muito mais!


Baixe aqui AppStore


Baixe aqui Google Play

4 visualizações